• Dr. Eloy Rusafa

Hidrocefalia: Tratamentos mais comuns e tipos de Cirurgia.


A hidrocefalia na grande maioria das vezes deve ser tratada. Afinal de contas os malefícios dela, por mais que seja leve, nem sempre são quantificados nos exames neurológico e imagenológico e eventualmente somente são detectados em avaliação neuropsicológica detalhada.

Os tratamentos mais comuns da hidrocefalia são:

  • Colocação de derivação ventrículo-peritoneal: um cateter que é colocado no ventrículo (espaço de líquido que há na cabeça) por meio de um pequeno furo na cabeça e passa por debaixo da pele até a região da barriga. Ele tem, no seu trajeto, uma válvula que controla a drenagem do líquido de acordo com uma pressão fixa ou variável e pode ser ajustada de acordo com critérios do médico mediante a imagem ou sintomas dos pacientes.

  • Colocação da derivação do ventrículo para outras cavidades:

  • Para o coração: ventrículo-atrial

  • Para o pulmão: ventrículo-pleural

  • Para a retrocavidade dos epíplons: um local atrás do estômago

  • Para o ureter: via urinária

  • Colocação de uma câmera ou endoscópio através de um furo no crânio que permite a identificação de um local no ventrículo onde é feito um pequeno furo comunicando dois espaços dentro da cabeça. Este procedimento é chamado terceiroventriculostomia. É muito importante as mães e pacientes entenderem que há indicações específicas para tal procedimento e ele não pode ser realizado em qualquer tipo de hidrocefalia, apesar da possibilidade de não deixar dispositivo implantável ou válvula no paciente ser muitas vezes atrativo para os familiares.

  • Pode ser realizado através de endoscopia neste paciente:

  • Aquedutoplastia: a abertura da região que comunica o terceiro com o quarto ventrículo, tem indicação restrita e riscos importantes que devem ser muito bem esclarecidos pelo médico que propõe;

  • Tratamento de tumores intraventriculares com endoscopia: bem atrativo por ser minimamente invasivo, o médico deve ter o bom senso da indicação apenas em lesões pequenas e com localização favorável, sem possibilidade de sangramentos que não possam ser controlados pelo acesso;

  • Tratamento de cistos de aracnoide e cisto coloide: dentre os cistos de aracnoide, o que mais comumente encontra indicação de tratamento com endoscopia é o cisto supresselar que deve ser fenestrado na sua projeção para o ventrículo lateral e para as cisternas da base. Já o cisto coloide é mais frequente no terceiro ventrículo e, sempre que possível tem de ser retirado inteiro para o correto tratamento e resolução.

Procure um neurocirurgião especialista e tenha as informações corretas para o seu tratamento e do seu filho.

Dr. Eloy Rusafa Neurocirurgião Especialista em Coluna Instituto Neurospine Telefones: (11) 3051-2543 e (11) 97607-9728 Site: www.dreloyrusafa.com

Atendimento de todos os planos de saúde por reembolso. Agende uma Consulta.

#Hidrocefalia #Hidrocefaliacongênita #neurocirurgia #Neurocirurgião

464 visualizações

Horário de Atendimento:

De Segunda a Sexta-feira

das 08:30 às 17:30hs

(11) 3051 2543

(11) 94120-6103

Localização:

R. Desembargador Eliseu Guilherme, 200

Cj. 601/603 - Edifício Paese Salsano - Paraíso - São Paulo  SP - CEP: 04004-030

Dr. Eloy Rusafa -  Todos os direitos reservados. © 2016